A arquiteta Fernanda Pessoa de Queiroz fala sobre o projeto da joalheria da Julia Monteiro de Carvalho. Confira as fotos.

“Quis criar um projeto inusitado como as joias da Julia, com a mesma sofisticação e despojamento. A ideia foi fazer uma caixinha de bombom. Usei o azul e o marrom, que são as cores da marca, com o marrom cor de trufa dando um certo peso ao ambiente, mais seriedade. As cortinas que fazem fundo para a vitrine são como um painel que ela pode mudar de acordo com a coleção. São de linho azul de um lado e de camurça marrom do outro. Os balcões são de chapa galvanizada e têm uma tira no meio em couro metalizado onde as joias são expostas para os clientes. Também fiz em parceria com o cenógrafo Edgard Otávio as esculturas que estão nas paredes, em arame de cobre emaranhado”.

Leia a entrevista completa em “Entrevistas”.