Um dos eventos mais aguardados da cidade está acontecendo neste fim de semana, em Santa Teresa: o Arte de Portas Abertas. Hoje (sexta-feira), sábado e domingo – 08, 09 e 10 de julho, de 11h às 18h – 80 artistas divididos em 38 ateliês e cinco centros culturais abrem as portas para o público.

O Arte de Portas Abertas que chega a sua 21ª edição e é uma grande oportunidade para os amantes das artes visuais que anualmente sobem as ladeiras do bairro para apreciar um belo cenário com muita arte, além de desfrutar de um circuito gastronômico variado.

A abertura do evento aconteceu na quinta-feira, 07, com o “Cortejo do Santo Vinho”, da Rua Felício dos Santos em direção ao Parque das Ruínas, em que os artistas realizam uma instalação coletiva. Durante o cortejo, os artistas apresentam performances, cantos e poesias e distribuem vinho para o público.

Outra intervenção urbana no bairro mostra que o maior evento de arte do Rio de Janeiro começou: uma escultura com 5 metros de altura do artista plástico Mario Barata está instalada na Rua Paschoal Carlos Magno (próximo ao Largo dos Guimarães).

Dois projetos sociais da AME SANTA (Associação de Amigos e Empreendedores de Santa Teresa) farão parte desta edição. Cerca de 50 alunos do SOU DE SANTA, Posso ajudar?, que treina jovens de comunidades pacificadas de Santa Teresa para atuar no setor de turismo, estarão pelas ruas do bairro orientando os visitantes do Arte de Portas Abertas. O PRO CUCA, que capacita moradores das mesmas comunidades para o mercado de trabalho em gastronomia e também fomenta o empreendedorismo gastronômico e o desenvolvimento de programas de economia solidária é outro parceiro do evento.

Durante os três dias de evento, o público terá a oportunidade de conhecer de perto trabalhos de arte nas oficinas onde são concebidos e produzidos e, ainda, conversar com os artistas e descobrir um pouco mais sobre o seu universo de trabalho e seu estilo de vida. Para o artista plástico Edson Silveira, diretor cultural do Arte Portas Abertas, o evento contribui com a democratização da arte e educação do olhar. “Precisamos compreender que o artista é um dos principais agentes na educação para o sensível. Quando o artista abre seu ateliê aproximando o público do seu universo físico e imaginário, cria uma proximidade com esta parte sensível do universo do homem. A apreciação da arte passa pela sensibilidade e não pelo consumo e financeiro. A arte está no olhar antes mesmo de estar no objeto”, conclui.

Assim como os ateliês, o Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo, o Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, o Museu Chácara do Céu, o Museu Casa de Benjamin Constant e a Casa Amarela também terão exposições exclusivas, que apresentam diversos suportes artísticos como pintura, arte contemporânea, fotografia, escultura, entre outros. As exposições nos centros culturais continuarão montadas até o final do mês de julho.

Mais informações: www.chavemestra.com.br

Arte de Portas Abertas – 21ª edição

Sexta, sábado e domingo, 08, 09 e 10 de julho de 2011.

De 11 às 18h.  Santa Teresa – Rio de Janeiro.

38 ateliês, 80 artistas, 5 espaços culturais/ interferências urbanas/ restaurantes e lojas.

Transporte: estação do Bondinho de Santa Teresa no Largo da Carioca (Rua Professor Lélio Gama, s/N.).  Certamente o melhor meio de subir à Santa Teresa é o querido bondinho.

Central de Produção do Arte de Portas Abertas:

Chave Mestra – Associação dos Artistas Visuais de Santa Teresa

Produtos do ARTE DE PORTAS ABERTAS podem ser encontrados à venda na sede da CHAVE MESTRA localizada à Rua Felício dos Santos, 09 – casa 01.