A Veja Rio publicou reportagem sobre o que é uma área pulsante, com novos museus, praças e espigões comerciais e residenciais, além de uma malha rodoviária totalmente retraçada e equipada com um moderno veículo leve sobre trilhos (VLT). Maltratada ao longo de décadas, a Zona Portuária, enfim, começa a ganhar sua configuração para o século XXI. Até 2016, a área passará por uma ampla cirurgia plástica, cujos efeitos já podem ser vistos. Neste domingo (1º), será inaugurada a primeira etapa da reforma que promete transformar a região, delimitada em um extremo pela Praça Mauá e no outro pela Rodoviária Novo Rio. Depois de dois anos de obras, 24 vias foram recuperadas. Ganharam nova pavimentação e calçadas, fiação subterrânea, sistema de drenagem e redes de abastecimento de água e de coleta de esgoto. Mais de 300 placas de sinalização foram instaladas. Símbolo maior do radicalismo da reforma, a demolição do Elevado da Perimetral foi antecipada em oito meses e terá início já em abril do próximo ano. “Muita gente duvidou, mas é certo que o viaduto virá abaixo”, afirma Jorge Arraes, presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Porto (Cdurp), órgão municipal responsável pelo projeto de restauração. Leia mais na Veja Rio.

Fonte: Veja Rio/ Reportagem: Caio Barretto Briso