Ele afirma ser impossível definir um estilo para seu trabalho, já que gosta de tudo. Profissional de grande reconhecimento mesmo fora do Rio, o arquiteto Erick Figueira de Mello prima pelo profissionalismo e valoriza o design nacional em seus projetos. “Não acho que tenho algum diferencial. Apenas trabalho duro, sério e sempre prestigiando os parceiros que podem oferecer um trabalho sério e bons produtos para meus clientes”, revela Erick.

RD: Por que você escolheu a arquitetura?
E.F.M: Desde pequeno sempre soube o que queria. Meus pais tiveram casas muito bonitas que me inspiraram a decidir por este caminho.

RD: Como você define seu estilo e como foi o caminho que percorreu para desenvolvê-lo?
E.F.M: É engraçado, mas não consigo definir um estilo. Gosto de tudo! Na minha arquitetura o meu método de projetar é todo modular. A modulação cria um ritmo e uma melhor organização do espaço, além de ser mais limpo para construir. Procuro criar espaços muito ligados ao exterior com grandes vãos para entrada de luz e ventilação. Moramos num país tropical, claro, quente, e precisamos destes artifícios para o bem estar.Quanto aos materiais, a madeira, a pedra e o vidro são uma combinação perfeita e muito presente nos meus projetos. No interior procuro valorizar os designers nacionais, como Claudia Moreira Salles, Sergio Rodrigues, Jader Almeida, Jorge Salzupin e Etel Carmona, como escolha para os móveis que uso. Muitas vezes também desenho móveis específicos para compor as decorações. Faço sempre ambientes claros, muito brancos e pintados de cor de vez em quando. E muitas obras de arte!

RD: Entre tantas fontes e possibilidades que temos atualmente, de onde vem a sua inspiração?
E.F.M: A inspiração vem do olhar, das viagens, livros e  natureza.

RD: Além de ter viajado há pouco para Miami convidado pela Ornare, você acaba de ganhar o prêmio Covering e ganhou também o do Núcleo Carioca de Decoração. Qual você acredita ser seu diferencial para uma carreira de tanto sucesso?
E.F.M: Não acho que tenho algum diferencial. Apenas trabalho duro, sério e sempre prestigiando os parceiros que podem oferecer um trabalho sério e bons produtos para meus clientes. Prezo pelo profissionalismo e atenção ao cliente.

RD: Como você se informa sobre o mercado de decoração?
E.FM: Olhos, boca e ouvidos!(risos) Estou atento a tudo: livros, blogs, revistas, etc…

RD: Quais você acredita serem as peculiaridades do mercado carioca? Qual o papel ou importância do Rio dentro do mercado brasileiro de arquitetura e decoração? O que falta aqui no mercado carioca?
E.F.M: Puro charme! O Rio é muito importante para o mercado de estilo pois une uma sofisticação absurda a um estilo balneário de ser… carioca. Falta profissionalismo no atendimento, mas já está melhorando.

RD: Qual o estilo da sua casa? O que você gosta de ter nela?
E.F.M: Estou terminando agora a minha casa. Clara, branca, janelões, sofás de linho, muita arte, móveis antigos misturados com os designers atuais… uma mistura carioca muito gostosa.

RD: Fale um pouco de projetos que está fazendo agora.
E.F.M: Estou fazendo uma casa em São Paulo que é um desafio, pois o terreno é horrivel. É um projeto que requer muito de nós, pois cada centímetro é precioso e a casa não é grande. Toda em estrutura metálica. Outro que está me dando muito prazer é uma casa no Rio, no Leblon, em que os clientes são muito queridos e portanto tudo flui muito bem, com uma arquitetura de espaços generosos pensados sempre para estar com amigos e família. Uma casa agregadora. Outro projeto que gostei muito este ano foi o apartamento da minha irmã e do meu cunhado. Convidei a Claudia Moreira Salles para desenhar as estantes da sala, colocamos móveis maravilhosos de design nacional e tudo isto com uma vista incrível para o mar.

Erick Figueira de Mello
erick@erick.arq.br

2511-2656