O caderno Ela publicou matéria em que profissionais dão sua opinião sobre Niemeyer:

CHICÔ GOUVÊA – “A função da arquitetura de Niemeyer se esvazia diante da beleza de suas formas curvas. Ele não se preocupava com a função do espaço, mas com o destino.”

IVAN REZENDE – “Eu acho que o Oscar foi o mestre da invenção. Como arquiteto, ele tinha um saber criativo que levava a uma grande revolução técnica. Todo o desenvolvimento da tecnologia do concreto decorreu de suas obras. O grande legado que ele deixou foi a questão da cidade. Ele nos ofereceu, junto com Lúcio Costa, a possibilidade de uma cidade democrática e bela, que é Brasília.”

PATRICIA MAYER – “Um visionário. Sempre pensou na arquitetura contemporaneamente, mesmo quando os cenários urbanos ainda engatinhavam no Brasil. Um privilégio ter realizado, em 2001, uma Casa Cor na casa Visconde de Albuquerque, projetada por ele.”

RUY REZENDE – “Niemeyer foi uma cabeça brilhante, um homem de pensamentos originais que mudou os parâmetros da arquitetura. Acho que foi a única pessoa que eu conheci que, de fato, teve  pensamentos originais. Sabe-se lá de quanto em quanto tempo uma figura como ele se repete!”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Ela/ 08/12/12