De acordo com nota da coluna Gente Boa, “é tão inovador o projeto do arquiteto espanhol Santiago Calatrava para o Museu do Amanhã que a Concessionária Porto Novo decidiu contratar na Alemanha uma equipe de profissionais para ajudar a desenvolver os moldes. As estruturas, todas curvas, são o maior desafio. Depois de várias pesquisas, os engenheiros optaram por usar um compensado plastificado,mesmo material utilizado pela Nasa”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Segundo Caderno/Gente Boa/04/08/14