O caderno Rio trouxe em matéria: “O Museu do Amanhã, presente que ficará para o Rio após 2016, ganha forma no Porto. Autoridades olímpicas estimaram que 89% das obras avançam na cidade. Representantes dos governos federal, estadual e municipal anunciaram ontem que 24 projetos de legado das Olimpíadas estão com contratos em execução ou obras em andamento. O número corresponde a 89% dos 27 projetos listados no plano de políticas públicas dos Jogos. Destes, 14 são de responsabilidade da prefeitura, dez do governo estadual e três da União. Outros três projetos (11%) são considerados concluídos. O documento não leva em conta as instalações esportivas, cujo detalhamento é feito na matriz de responsabilidades, com atualização prevista para julho. O anúncio foi feito no canteiro de obras do Museu do Amanhã, na Praça Mauá. Com inauguração prevista para o fim do primeiro semestre deste ano, o museu faz parte do projeto Porto Maravilha, que integra o escopo das Olimpíadas. Ao custo de R$ 8,2 bilhões — sendo R$ 7,6 bilhões da iniciativa privada —, a revitalização da Zona Portuária deverá ser concluída no segundo trimestre de 2016”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/Reportagem: Marco Grillo/25/04/15