O caderno Ela trouxe matéria em que paisagistas mostram seus projetos, oásis para os dias de calor. Segundo a reportagem, “nesse Rio 45°, enquanto todo mundo sofre sob o sol (que não nos  protege),  o que fazer com as plantas? Em jardins, varandas ou vasos, elas resistem mais do que imaginamos. A paisagista Maritza de Orleans e Bragança diz que se surpreende com a adaptação das espécies. E recomenda duas regas diárias quando elas ficam muito expostas. — Regar sempre pela manhã e no final da tarde, nunca sob o sol intenso pois as gotas de água sobre as folhas fazem o efeito de uma lente de aumento, queimando-as — recomenda ela, que acabou de lançar os jardins portáteis, feitos em esculturas de aço corten —Você pode levar o jardim para casa como se fosse uma peça de arte e os tamanhos variam muito, podem ter até 2m de largura”. Leia mais no caderno Ela.

Fonte: O Globo/ Ela/ reportagem: Suzete Aché/ 05/01/13