A coluna do Ancelmo Gois publicou em nota: “As duas torres do Castelo da Fiocruz, no Pavilhão Mourisco, estão novamente compondo a paisagem da Zona Norte carioca. A restauração foi comandada pelo Departamento de Patrimônio Histórico da Casa de Oswaldo Cruz e demorou um ano e meio para terminar, obrigando as torres a ficarem cobertas por telas de proteção. O prédio onde ficam as torres foi construído entre 1905 e 1918 em estilo eclético neomourisco para abrigar os laboratórios, a biblioteca e o museu do então Instituto Soroterápico Federal”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Rio/ Ancelmo Gois/ 13/09/13