O caderno Ela trouxe em reportagem: “Secrétaire, pupitre, desk: nesses tempos de iPads e iPhones parece anacrônico falar de escrivaninhas? Só parece, porque os modelos desse móvel que atravessa os séculos se multiplicam em diversos estilos e materiais. Gavetinhas secretas e enfeites rebuscados ficaram para trás. Agora entram a laca e o inox. Mas apesar das linhas atuais serem mais retas e práticas, o charme permanece. Sentar, escrever uma carta — e não um e-mail — folhear calmamente um livro ou preencher as folhas do diário. Pura nostalgia”. Entre os destaques, peças da Secrets de Famille, O Ebanista, Empório Beraldin, Finish, Fernando Jaeger, Lacca e Arquivo Contemporâneo. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Ela/ reportagem: Suzete Aché/ 10/08/13