Segundo nota do blog da Lu Lacerda, “Carmem Mayrink Veiga e Heleninha Petraglia (amigas da vida toda), ambas em cadeiras de rodas, não podem visitar o Casa Cor, maior evento de decoração da América Latina, nesta edição, vizinho do prédio delas, no Flamengo. Nem elas, nem nenhum cadeirante. Não existem rampas de acesso ou elevadores que levem aos andares superiores; são quatro, no total. Assim, só podem visitar o primeiro pavimento – neste sim, há rampas –, sem admirar os inúmeros ambientes que ficam acima, que, aliás, estão elogiadíssimos. Perguntado, foi sabido que os organizadores pensaram no assunto, houve até orçamento, mas não puderam fazer elevadores ou adaptar rampas porque o imóvel é tombado, por dentro e por fora. O fato é que muitos comentam o assunto em conversas ao pé de ouvido – eis a razão”. Leia mais no blog.

Fonte: Blog Lu Lacerda/ 17/10/12

http://lulacerda.ig.com.br/por-que-cadeirantes-nao-podem-visitar-o-casa-cor/