A coluna Em casa por Marcia Müller, do blog da Lu Lacerda, publicou em nota: “Também conhecidos como “para vento” ou “paravent”, em francês, o biombo sempre esteve associado pela forma prática, e muito conhecida na Europa, de cortar a corrente de vento em casa. Daí o nome… Corrente de vento nos países do hemisfério norte eram, nos séculos XVII, XXVIII e XIX, a única responsável por quase todas as doenças. Existem pessoas que, até hoje, detestam o vento dentro de casa, ou fora dela. Nessa época o biombo era utilizado, sobre tudo, para essa função. Isso sem falar da China, aonde o Biombo era usado para proteger, disfarçar, além de contar histórias como um livro mesmo. Lá, o Biombo se tornou um simbolo de status. O biombo também tem seu uso super intenso nos quartos e banheiros. Essa utilização é super sensual. Trocar de roupa atrás de um biombo é um charme total. Biombo da uma atmosfera de mistério e de profundidade para um espaço, além de sua forma maleável, que o torna tão especial e elegante dentro de casa. Muitos designers desenharam e desenham lindos biombos com formas e acabamentos criativos, e com os mais incríveis materiais de acabamento. Em climas quentes ou frios, o biombo pode ser usado para desempenhar inúmeras funções e situações. Eu adoro usar biombo em hall de entrada , da um proteção sem ser pesada e sem ser um objeto fixo. Prefiro usar em casa tudo que for solto e fácil de ser reciclado. Afinal, tudo que é fixo em termos de decoração se torna cansativo depois de algum tempo. Poder mudar a nossa casa de acordo com nosso olhar em diferentes fases da nossa vida é bem mais confortável. A liberdade que os móveis e objetos soltos promovem é tudo de bom! Um dos motivos que me fazem adorar usar um biombo em casa. Mostro lindos biombos para vocês!”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/26/01/16

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-biombos/