Segundo matéria do caderno Niterói, “clássica, despojada, elegante, retrô… A cabeceira, antes um mero detalhe, hoje traz com ela a identidade do morador. Se a cama antes era a estrela do quarto, agora este item também ganha destaque na decoração. No quarto de uma adolescente, num apartamento na Praia de Charitas, a arquiteta Elaine Generoso optou por uma cabeceira preta, seguindo o estilo vintage e roqueiro da jovem. — O quarto era bem princesinha, mas ela cresceu, e a personalidade mudou. Hoje, ela é mais rock’n’roll, gosta de Beatles; de objetos antigos, como máquina de escrever; e cartazes de propaganda antiga. Busquei trazer esses itens para o espaço dela — detalha Elaine”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Niterói/Reportagem: Amanda Moura/17/01/15