O blog da Lu Lacerda publicou a coluna de Márcia Müller: “Adoro cadeiras. Elas são esculturas úteis e, quando ergonometricamente bem feitas, podemos passar horas e horas sentados sem sentir. Cadeiras têm que ser atemporais, mesmo as com superdesign. O importante é terem formas que, com o tempo, não envelhecem e também o estilo não cansa. Por isso, moda em decoração não  combina… As cadeiras francesas são superfemininas, além de entrarem em qualquer ambiente. Do supermoderno ao romântico, elas sempre dão um charme a mais. Nos ambientes ultramodernos, as cadeiras francesas quebram a frieza do estilo contemporâneo e, nos ambientes mais clássicos, é um complemento indispensável! Essas cadeiras cabem em qualquer espaço e são ultrapráticas”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/ Em Casa/ 03/09/13

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-cadeiras-com-nacionalidade%E2%80%A6/