A coluna Em casa, por Marcia Müller, divulgou em nota: “Sempre associamos metais a ambientações extremamente modernas e arrojadas. Mas isso não é uma regra fixa. Metais ultra modernos como torneiras e luminárias podem e ficam lindos em espaços clássicos e sóbrios. A mistura do moderno com o clássico é quase uma fórmula de sucesso para qualquer arrumação. O clássico remete à vida existente antes da casa ficar pronta, e o moderno ao contato com a informação constante do mundo atual. As duas opções são válidas e super necessárias em qualquer casa. Por isso amo e aconselho levar sempre aquelas peças que gostamos para nossa casa, mesmo quando achamos que não combina com nada. Não combinando eu acho ainda mais legal e interessante! Aquele frase que diz “tudo junto e misturado” vale literalmente assim para uma arrumação descolada e elegante. Misturar requer uma harmonia e uma modernidade de não estar preso a modismos. Existe, entre nós arquitetos que nos preocupamos com a estrutura e o volume arquitetônico, uma certa fórmula mágica. Essa fórmula sempre dá certo: madeira, branco, vidro e pedra. Tudo natural; linho em tons claros, etc… Tudo neutro e com um bom desenho nos móveis de madeira. Isso muitas vezes acontece porque o projeto já esta super arrojado no sentido arquitetônico, então a ambientação neutra e básica fecha muito bem. Mas, ainda assim, prefiro a arrumação menos básica e menos tendência que, com objetos pessoais, represente uma casa bem misturada. Moderno, antigo, objetos pessoais, enfim: uma casa cheia de vida é muito mais bonita que uma casa impecavelmente decorada com móveis neutros e atuais. A vida de uma casa reflete a vida dos donos – quanto mais vida, mais mistura, mais objetos. Mostro um projeto de uma copa (foto superior da colagem acima) aonde vários objetos modernos e antigos foram colocados lado a lado, muitos de metal cromado, e até um escorredor de pratos preso na luminária. Misturar faz parte da vida…. E da casa também”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/02/12/14

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-vida-dentro-de-casa/