A coluna Em casa, por Marcia Müller, informou em nota: “Valorizar uma vista é sempre muito bom e, com certeza, valoriza o projeto. No Rio, falar em vista é quase covardia: temos ângulos deslumbrantes. Quando existe uma vista ela deve ser focada; mas quando essa vista é do Rio de Janeiro, é imperativo que ela seja priorizada. Adoro quadros. Obras de arte personalizam a casa, contam a história e marcam a personalidade de quem mora ali. No entanto,  uma vista marca muito mais! A vista situa, localiza, ela é única e se transforma em cada amanhecer, entardecer , anoitecer… Um quadro com vida único, uma obra prima, opção e escolha de quem mora ali. A vista nos situa; importante, porém,  é não deixar que essa vista torne-se um tormento. Se for para se transformar num rebatedor de luz e calor, é importante repensar essa abertura. Aumentar a insolação na sua casa deve ser algo sempre muito bem analisado. Por isso, o arquiteto tem que estar atento à ventilação e posição do sol em qualquer abertura na casa. Quando posso, valorizo sempre uma vista, e, como, carioca agradeço poder ver essa cidade! Dividir isso com a casa é muito gostoso. Mostro alguns projetos onde a abertura que fiz destaca e valoriza vistas da Cidade Maravilhosa”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/06/05/14

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-emoldurando-a-vista/?doing_wp_cron