A coluna Design Rio trouxe em reportagem: “Aconteceu em julho de 2004, quando Maneco Quinderé, um expert na arte de iluminar desfiles, shows e peças teatrais, foi convidado para projetar a iluminação de uma residência na cidade baiana de Trancoso. Ali nascia, de forma despretensiosa, seu interesse pelos desenhos de luminárias para interiores. O que parecia ser uma brincadeira com detalhes de luz se tornou uma de suas grandes paixões. Dez anos depois, Maneco, que coloca atores de óperas e de espetáculos como “Exercício nº 1″, de Bia Lessa; “Pérola”, de Mauro Rasi; e “Elis, a Musical”, de Nelson Motta e Patricia Andrade, sob os holofotes, assina sua primeira coleção. O convite para transformar ideias em peças de decoração surgiu em 2012, a pedido da LZ Studio, e se concretizou no mês passado, quando Maneco lançou suas 12 luminárias em cimento de alta performance, com detalhes em madeira, aço e cobre”.  Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/Design Rio/Reportagem: Simone Candida, Ludmilla de Lima e Rodrigo Bertolucci/27/04/14