A coluna Gente Boa informou em nota: “Autor do projeto do monumento em homenagem a Cazuza, no Leblon, o arquiteto Hélio Pellegrino ficou surpreso ao saber, pela coluna, que a obra foi alterada para “cortar gastos”. “Eles tiraram os beija-flores, o que tinha de mais poético”, diz. “Os passarinhos estão prontos, e a prefeitura vai gastar muito mais com o boneco, que no Rio é que nem carne de vaca: tem em todo lugar. Eu pago!””. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Segundo Caderno/Gente Boa/19/04/16