A coluna de Ancelmo Gois informou em nota: “A nota sobre a degradação do bairro Rio Comprido, após a construção do elevado Paulo de Frontin, em 1974, gerou polêmica. A arquiteta Andréa Redondo, do blog Urbe CaRioca, que já estudou o assunto, diz que, se é para devolver vida ao lugar, “impossível, certamente, a derrubada do elevado não é””. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/Ancelmo Gois/26/05/15