De acordo com reportagem do caderno Rio, “a sustentabilidade deu o tom das primeiras palestras no Jockey Club. No primeiro dia de programação da Semana Design Rio, no Jockey Club, o design sustentável deu o tom do ciclo de palestras. Com a experiência de quem participou da elaboração da Agenda 21 (conjunto de resoluções firmadas na Eco-92) e tem vários projetos voltados para a sustentabilidade, o designer Maurício Arruda começou a tarde explicando a importância de o profissional pensar na cadeia produtiva. — É preciso analisar o ciclo de vida do produto. Precisamos de uma vez por todas entender que não existe “jogar o lixo fora”. Fora significa o quintal do vizinho, a rua ou o lixão. Temos que pensar em como as pessoas vão descartar o design e a arquitetura que produzimos — instigou Arruda, que falou na palestra “Designtelling, Designdoing e Codesinging””. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Rio/06/11/15