A Revista informou em reportagem: “Da mistura de prata e cobre ao corte preciso do tubo de metal, tudo passa pelas mãos da joalheira. O trabalho minucioso é dedicado a uma peça com cerca de quatro milímetros e quase sempre despercebida e pouco valorizada por quem a usa. Na arte da designer carioca Tissa Berwanger, de 34 anos, a joia está nos detalhes, até mesmo numa diminuta tarraxa de brinco. — Até pouco tempo, eu mesma fazia as caixinhas de presente dos brincos e anéis. Passava o fim de semana em função disso, noites sem dormir. Parei porque decidi que precisava dedicar mais tempo para criar — conta. Formada em Design de Produto pela PUC-Rio e em joalheria pela escola técnica alemã Zeichenakademie Hanau, a 30 quilômetros de Frankfurt, Tissa acaba de ganhar um iF Design Award, o mais renomado internacionalmente, por sua tarraxa modernista O-NUT. A peça foi criada em 2007, no primeiro curso que fez em ourivesaria, e aperfeiçoada ao longo de três anos e meio de estudo na Alemanha. E, como todas as suas joias, é produzida artesanalmente por ela”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/Revista O Globo/Reportagem: Thais Lobo/21/02/16