O caderno Rio publicou em nota: “A Câmara dos Vereadores do Rio rejeitou ontem, por 26 votos contra 13, o projeto de lei que previa o tombamento do conjunto arquitetônico que abriga hoje o quartel-general da Polícia Militar do Rio, na Rua Evaristo da Veiga, no Centro. A decisão abre espaço para o governo se desfazer do imóvel e transferir para outro endereço o comando da corporação. O projeto, do vereador Carlo Caiado (DEM), tramitava na Câmara há dois anos. O projeto defendia a importância histórica do prédio, cuja construção original data de 1740. Desde 1831 abrigava os responsáveis pelo patrulhamento da cidade. A previsão é que o quartel seja implodido até o próximo dia 16. Já a Capela Nossa Senhora das Dores deve ser tombada pelo município”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Rio/ Reportagem: Antônio Werneck e Jacqueline Costa/ 04/04/13