Segundo matéria do caderno Serra, “as cores não saem de moda. E a laca, que pode ser pintada de qualquer cor, veio para ficar. Pelo menos nas casas dos mais moderninhos ou daqueles que ainda não saíram dos anos 70, quando móvel bom era móvel vermelho,  amarelo… E isso incluía os eletrodomésticos,  como geladeiras e fogões. Hoje, as curvas cheias de cor dos desenhos do artista plástico Romero Britto, por exemplo, podem mudar o tom de qualquer sala ou  quarto. Assim como peças de patchwork, que formam um mosaico supercolorido, deixando  o ambiente mais informal e  aconchegante, como a casa da vovó”. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Serra/ Em Casa/ Reportagem: Clarissa Pains/ 07/09/13