A exposição “Ultramarino”, de Vicente de Mello, se despede do CCBB nesta segunda, dia 28 de setembro. A mostra foi a terceira dos dez selecionados para o Prêmio CCBB Contemporâneo 2015-2016.

Em “Ultramarino”, o artista recobre as quatro paredes do espaço com uma colagem de lambe-lambes da imagem ‘Átomo Jacaré’, de sua autoria, feita em silkscreen. A instalação de Vicente de Mello se propõe a ser o outro lado do mar. O impacto monumental da sala se dá, à primeira vista, com a projeção de luz led branca, “varrendo” o ambiente como um farol, sobre as paredes e depois com a projeção de luz led vermelha, que irá alterar o azul para um magenta vibrante. As gamas de magenta transformam as imagens, de pequenos “plânctons”, em tramas sanguíneas. Como se o sangue azul, referente ao mito de ser nobre, se transfomasse em sangue vermelho.

*Prêmio CCBB Contemporâneo 2015-2016

A série de exposições inéditas, em dez individuais, contempladas pelo Prêmio começou com grupo Chelpa Ferro [Luiz Zerbini, Barrão e Sergio Mekler], seguido da mostra de Fernando Limberger [RS-SP]. Depois de Vicente de Mello [SP-RJ], sucedem-se as de Jaime Lauriano [SP], Carla Chaim [SP], Ricardo Villa [SP], Flávia Bertinato [MG-SP], Alan Borges [MG], Ana Hupe [RJ], e Floriano Romano [RJ], até julho de 2016.

Serviço:

Temporada: 26 de agosto a 28 de setembro 2015

Quarta a segunda, 9 – 21h

Grátis

CCBB Rio de Janeiro

Rua Primeiro de Março, 66, Centro

21 3808 2020

2º andar – Sala A