De acordo com matéria publicada na Revista O Globo, Gilles Alvarenga jamais cogitou a hipótese de um dia ajudar a projetar um zepelim, muito menos movido a energia solar. Radicado em Londres, o carioca de 30 anos integra a equipe do prestigioso Zedfactory, escritório que encabeça a vanguarda da arquitetura sustentável, ou, como ele prefere, “clima neutro”.  — Não gosto muito do termo sustentável. Está gasto de tanto usarem para tudo — afirma. Há quatro anos na terra do nada sustentável fish  and chips, Gilles recebeu de seu chefe e guru, o arquiteto Bill Dunster, uma proposta tão inesperada quanto tentadora: coordenar o processo de abertura de uma filial da empresa no Brasil. Aceitou sem titubear e, desde o ano passado, tem viajado para cidades brasileiras, fazendo pesquisas de mercado e conhecendo potenciais clientes. — Fui para o exterior em busca de um conhecimento que não havia por aqui. Agora terei o privilégio de voltar,  aplicando isso no meu país — explica Gilles, que espera inaugurar o novo escritório até 2014. Leia mais no jornal O Globo.

Fonte: O Globo/ Revista O Globo/ Reportagem: Pedro sprejer