Ele é um dos grandes nomes do design contemporâneo e já ganhou alguns dos principais prêmios internacionais, como o Red Dot Design Award. Brasileiro radicado em Milão, o carioca Rafael Simões Miranda se formou em Desenho Industrial no IED (Istituto Europeo di Design), concluiu seu mestrado na Scuola Politecnica de Design e é sócio da Montre Design Lab. Em entrevista ao Radar Decoração, ele falou sobre o trabalho com mobiliário.

Como surgiu seu interesse pelo design de mobiliário?

Foi uma coisa muito natural, porque eu estudei no IED e a Itália é famosa no campo do design de móveis. Acabei entrando nesse campo por estar lá, em contato com esse universo. Comecei a fazer Desenho Industrial aqui, mas queria focar em produto e decidi ir para o melhor lugar para se estudar isso. Sempre quis aprender com os melhores. Se eu quisesse ser pizzaiolo, talvez tivesse ido para a Itália também (risos).

Uma das suas peças que mais se destacou foi o sofá Brasileirinho. Você busca sempre ter algo de brasileiro ou carioca nas suas criações?

Não é algo que eu busco, mas que também vem naturalmente, automático mesmo. Eu estudei na Itália e por isso meu trabalho tem muito de lá, mas sou brasileiro e acredito que minhas peças trazem essa mistura. Acho que o que meu trabalho tem de brasileiro é uma certa descontração e diversão, mas principalmente a questão da natureza, o que é muito carioca também. Milão tem esse ar urbano de São Paulo. Nas minhas peças, busco muito essa coisa da natureza. A banqueta Doca, por exemplo, feita em papelão, foi nomeada com uma menção honrosa pelo júizes do Green Dot Design Award.

O que te inspira nas suas criações?

Eu viajo muito e sempre trago inspiração dos outros lugares. Não gosto de rotina. Prefiro viver cada dia de um jeito. Adoro fazer meu trabalho sem ninguém dizer o que devo fazer, com liberdade.

Tem algum projeto que você sonha em fazer e ainda não fez?

Acho que não. Quero continuar desenhando e tenho o desejo de que as peças que já estão desenhadas sejam lançadas. Adoro ver o produto pronto. Por isso, não gosto muito de projetos grandes, que só vejo pronto anos depois. Prefiro fazer coisas pequenas que saem.

Os móveis assinados por Rafael são produzidos no Brasil pela gaúcha Schuster e vendidos em lojas como a Way Design, Novo Ambiente e IMI, entre outras. Sempre com novos projetos, o designer acaba de entregar uma linha de móveis de área externa para a RJZ Cyrela e faz contatos para lançar algumas criações no Casa Cor. Além dos móveis, ele também se aventura em projetos de arquitetura de vez em quando, como o da sua própria casa em Milão.