A coluna Em casa por Marcia Müller, do blog da Lu Lacerda, informou em nota: “O cobre foi o primeiro metal usado pelo homem, substituindo a pedra. Foi o responsável pelo pulo da nossa cultura: saímos da idade da pedra e entramos na idade do metal. Graças ao cobre, grandes avanços foram feitos. E a utilização em larga escala desse metal lindo e elegante foi iniciada pelos persas. Na construção civil, o cobre é usado quase sempre em misturas com outros metais, ou puro. Seu alto poder de resistência, durabilidade e maleabilidade facilita incrivelmente o seu uso. Além de nos ter acompanhado em todas as fases da nossa evolução, o cobre, como material bruto, mantém tanto novo, quanto antigo, uma caraterística única: ele modifica sua cor e aspecto sem perder a resistência e, em todas as fases, não deixa de ser lindo, nas diferentes cores em que vai se transformando. O cobre envelhecido tem belas cores – vai do verde ao verde-azulado. Para nós, aqui nos trópicos e perto do mar, o cobre é maravilhoso pela sua alta resistência à corrosão. Esse metal, mesmo exposto à maresia, resiste superbem e segue mudando de cores, lindamente, com o tempo. Alguns materiais viajam conosco na evolução da nossa vida, moradia e sociedade. Alguns vão e passam com a moda, tendência, etc; outros vieram para ficar – assim é o cobre. Atualmente um pouco mais valorizado, vem sendo utilizado em lindas peças de design. Infelizmente, seu custo é alto, único e real, inconveniente para o seu uso. Porque todo o resto é maravilhoso. No entanto, existem os cobres misturados com outros materiais não tão nobres; dessa forma, diminuem bem o custo final. Mesmo assim, em misturas com outros metais, o cobre predomina, e a cor inconfundível e linda permanece. Vale a pena usar esse material sempre que der. Dentro de casa ele é um charme a mais e um elemento de elegância eterna. Como algumas pessoas, construções, casas, obras de arte, livros e poemas resistem ao tempo e vão melhorando com ele, assim é o cobre… Amo esse material e mostro lindas formas contemporâneas de utilizá-lo!”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/16/02/16

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-cobre/