A coluna Em casa por Marcia Müller, do blog da Lu Lacerda, trouxe em nota: “Despertar a sua curiosidade inata é uma forma maravilhosa de lidar com a estressante correria do dia a dia. O ambiente monótono, e ao mesmo tempo caótico urbano, não deve repetir-se dentro de casa. Para contrapor, um novo mundo de incríveis materiais de revestimento pode ser explorado para esse fim! Um conceito livre e sem modismo do uso de revestimentos motiva o mundo das pessoas curiosas. Cada vez mais, a ocupação da casa segue um desenho particular sem data, onde o conceito é apenas o seu conforto visual. Uma nova abordagem para a nova e antenada indústria de materiais. O que importa é a tecnologia, a resistência e a modernidade, e não mais aquele olhar da moda e da tendência. O dourado e o metal, por exemplo, na sua forma mais básica, pura, ganham novas formas, com utilizações incríveis, cheias de bossa e altamente modernas. Moderno não quer dizer na moda, mas uma abordagem que sugere algo diferente, criativo e inédito. O ouro e o metal continuam na nossa imaginação como algo superforte, uma presença que causa muito impacto. Mas acredite: em algumas situações, esse impacto é tudo que você precisa para determinados espaços. Finalmente, lembrando: você não precisa achar “o porquê” quando você gosta ou não gosta de um material na sua casa. Use, se gostar, e não use, se não gostar. Simples assim! Você (ou vocês) é o único responsável pela sua casa. Faça dela, dia após dia, o lugar onde você sente paz e liberdade. Ninguém pode saber melhor que você nem poderá revelar o que você vai precisar para se sentir bem em casa. Portanto, a melhor coisa a fazer é encontrar o que a faz confortável visualmente; se for o ouro ou o metal, use-o sem medo. Afinal, ser criativo é não ser rotineiro nem óbvio. Mostramos lindas formas de usar o dourado, ouro e o metal em casa e em ambientes corporativos também! Se for o seu caso, use. É lindo! Afinal, um ser curioso geralmente é feliz!”. Leia mais no blog.

Fonte: Lu Lacerda/12/04/16

http://lulacerda.ig.com.br/em-casa-por-marcia-muller-novas-direcoes/