O facebook da Arquitetura & Construção divulgou a matéria: “Uma visita de exploração ao terreno íngreme ainda vazio ajudou o arquiteto fluminense Maurício Rebello e seu sócio, o engenheiro civil Getúlio Evangelista, a localizar o trecho do lote em que a vista da baía de Guanabara, pontuada pela silhueta do Corcovado, do Pão de Açúcar e da pedra da Gávea, seria onipresente na futura construção. Com esse cartão-postal em mente, eles partiram para o desenho da casa em Niterói. ‘Sabíamos exatamente a que altura deveria ficar a sala envidraçada, cercada de paisagem por todos os lados’, conta Maurício. Definir o partido estético não demorou nada. Os clientes, um casal jovem com um filho pequeno, tinham certeza do que queriam. Um pedido foi a fachada contemporânea branca – para refletir a abundante luz natural. Apesar das linhas retas e da adoção dos mesmos revestimentos em todos os ambientes, a casa nunca é monótona. Do ponto de vista arquitetônico, o porquê está na implantação dos blocos: ‘Há movimento neles, que são sempre recortados por grandes painéis de vidro fixos ou articulados de até 5,50 m de lado’, descreve Getúlio. Diante dessas janelas, porém, é difícil não poetizar – e concluir que não há risco de repetição num cenário que se transmuta a cada momento”. Leia mais no site do Casa.com.br.

Fonte: Arquitetura & Construção/ Reportagem: Simone Raitzik

http://casa.abril.com.br/materia/ponto-de-vista-projeto-carioca-vale-se-da-vista-de-cartao-postal?utm_source=redesabril_casas&utm_medium=facebook&utm_campaign=redesabril_revistaaec